Comunicação e Desenvolvimento Pessoal

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

A importância da boa comunicação na vida pessoal e profissional

A capacidade de “comunicação” é inerente aos seres vivos,  mesmo quando não estão vivos.

Calma, não estamos falando de espíritos desencarnados. Vamos explicar.

O sentido primitivo do termo “comunicar” está relacionado com “tornar comum”, ou “compartilhar”, uma ideia, uma informação, ou um desejo.

Comunic-pessoalEssa comunicação pode ser feita por meio de sons, códigos e sinais, com uma determinada intenção.

Partindo-se dessa definição de comunicação, o ser humano, por exemplo, emite sinais antes mesmo de vir à luz, quando ainda está na barriga da mãe. Certo? Da mesma forma, depois da morte também deixamos mensagens em escritos, em fotografias, em vídeos, objetos e outros formatos. Portanto, sem entrar do campo da espiritualidade, podemos afirmar que nos comunicamos mesmo sem estarmos vivos.

Fizemos essa explicação apenas para mostrar que a comunicação é inerente ao ser humano, e que ela faz parte do nosso cotidiano. A todo momento nos comunicamos voluntaria ou involuntariamente.


– Oferecemos Palestras e Cursos in company, com conteúdo adequado à realidade do público alvo.

Ao nos comunicarmos, estamos expondo nossas ideias, desejos e intenções, no entanto, o “pulo do gato” para obtermos bons resultados em nossos relacionamentos e evitar desentendimentos, é levarmos em conta as expectativas do(s) nosso(s) interlocutor(es) e o contexto no qual a comunicação acontece (o que, para quem, como, onde, quando e porque).

O primeiro passo para se ter melhores resultados nas relações interpessoais, é entender que as outras pessoas têm o direito de pensar diferente de nós e de ter opiniões diferentes das nossas. Perece simples, mas, para cumprir esse primeiro passo, é preciso trabalhar o autoconhecimento e o controle das emoções. À isso o psicólogo e jornalista Daniel Goleman chama “Inteligência emocional”.

Percebam que falamos apenas do “primeiro passo” necessário para melhorar a comunicação interpessoal, mas, cremos ser suficiente para se ter uma ideia da importância do tema e de seus efeitos positivos e negativos em nossas relações pessoais e profissionais do dia a dia.

Os outros passos ficam para uma próxima ocasião.

FotoJairo Duarte